Vitela Assada no Forno: Casa Arouquesa

O Sr. Nelson Mota acredita que a raça de bovinos arouquesa produz a carne mais saborosa do mundo. E nós fomos prová-la. No restaurante Casa Arouquesa provámos a Vitela Assada no Forno e ficámos convencidos!


Depois de crescer no ambiente da restauração trabalhando com os pais no restaurante Zé Mota, em Alvarenga, resolveu levar para Viseu toda a experiência e conhecimento apreendidos. Foi lá que em 2007 abriu o seu restaurante, a Casa Arouquesa.

“Já viajei por muitos sítios, cá e no estrangeiro, onde se diz que têm boa carne e continuo a achar que a raça arouquesa é, sem dúvida, a melhor do mundo.”

É por isso que o seu restaurante se especializa em servir carne da raça arouquesa que o Sr. Nelson com a ajuda do pai, cuidadosamente selecciona. Desde as visitas aos criadores, à escolha das reses, ao transporte para o matadouro, às instruções do desmanche, se bem que, na realidade, não deixa muito desse trabalho para mãos alheias, pois leva recebe na sua cozinha as peças inteiras, de onde vai cortando os bifes à medida dos pedidos: maiores ou menores conforme o número de comensais por pedido, e reservando os cortes da aba com osso para assar no forno.

A carne desta raça é a única que não tem de ser “amaciada”, ou seja ficar no frio durante alguns dias, para as fibras se soltarem e assim resultar tenra e suculenta. “Eu posso cortar um bife e grelhá-lo assim que recebo a peça que vai parecer manteiga, ” assegura-nos confiante o Sr. Nelson.

A peça da aba com osso é temperada e posta a assar com um pouco de cebola e de tomate junto com as batatas numa assadeira. Vai ao forno onde fica, em lume médio, duas a três horas, até a carne se soltar do osso ao mais ligeiro toque do garfo.

Ficou realmente saborosa e muito suculenta. Alguma da gordura do animal dissolveu-se e espessou ligeiramente os sucos da assadura a que se juntam os sabores suaves da cebola quase caramelizada e do tomate agora assado.

As batatas assadas são o acompanhamento ideal mas na Casa Arouquesa ainda nos trazem uma travessa de arroz branco, muito solto. No entanto, apetece comer só vitela com vitela. Pois cada pedaço é ligeiramente diferente do anterior. Pelo ângulo do corte, pela proximidade que teve ou não aos referidos vegetais, ou pela maior ou menor concentração de condimentos.

Veja mais fotografias aqui

Num restaurante premiado com o terceiro lugar no concurso de melhor carta de vinhos regional, na categoria de vinhos do Dão, pela variedade e qualidade das referências, não será de estranhar que o vinho sugerido para acompanhar este prato tenha sido do Dão. Do ano de 2009, este tinto é feito 100% da casta Touriga Nacional e de um produtor de Viseu. Na opinião do Sr. Nelson, mais do que o vinho esta é a casta que melhor combina com a vitela arouquesa assada.

Mais uma vez, temos de concordar: com uma cor vermelha profunda, tem um sabor aveludado e cheio. E as notas aromáticas como rosmaninho e violeta combinam perfeitamente com o sabor da carne. É um vinho que evolui no copo, saboreando-se de forma diferente no princípio e no fim da refeição, o que nos leva a corrigir a ideia que transmitimos antes que a vitela assada não precisa de acompanhamentos: precisa sim, de ser saboreada com este vinho!

O Sr. Nelson Mota apresenta-nos na sua Casa Arouquesa todo o conhecimento aprendido com a experiência familiar e transmite-o através deste Prato tão Português. Não podemos afiançar se será mesmo a melhor carne do mundo, mas não há dúvida que é muito boa!

CASA AROUQUESA

Empreendimento Bellavista
Lote 0
+ (351) 232 416 174

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *